sexta-feira, 20 de março de 2020

Dicas da Naturopatia em Benefício do Sistema Imunológico


Chegou o Outono e com ele o elemento Metal.


Na Medicina Chinesa as estações estão associadas aos elementos da natureza, no caso do outono é o metal, mas o que isso quer dizer?
Nesta medicina cada elemento se relaciona com órgãos específicos e pareados abordando processos fisiológicos ou mentais, consequentemente evidenciando questões de saúde relacionadas.

O elemento metal está relacionado ao órgão do pulmão e seu órgão pareado, o intestino grosso. O caractere chinês para Metal é representativo de um sino. Um sino bem afinado ou sonoro, é sinônimo de som de pulmões saudáveis ​​na respiração, fala e canto! No outono, a secura é predominante. O pulmão é responsável pelo tecido da pele e pelo órgão sensorial do nariz e, portanto, esta é a estação em que a pele seca ou o nariz seco podem sofrer acometimentos. Quando muita secura afeta o pulmão, especialmente um pulmão fraco, problemas respiratórios podem começar a se manifestar. Alimentos que nutrem a umidade (Yin) do nosso corpo e dos pulmões são bons para comer nesta época do ano, ajudam a evitar os efeitos de secagem dos pulmões vulneráveis ​​nessa época do ano. Exemplos são peras, maçãs e principalmente os cítricos.

Os pulmões controlam o Qi (nossa energia vital) e a respiração, absorvendo o “Qi puro” e expirando o “Qi sujo” do metabolismo, e ajudam a distribuir fluidos pelo corpo. O pulmão também é o principal órgão envolvido em nosso sistema defensivo, pois está diretamente conectado ao ambiente externo. Qualquer fraqueza no sistema de energia pulmonar (inclui os meridianos, órgão emparelhado, tecidos, emoções, etc.) pode comprometer nossa defesa ou sistema imunológico e se manifestar como problemas respiratórios. Portanto, muitas pessoas nesta época do ano ficam doentes.
Como a energia natural do outono está em sintonia com o pulmão, é um bom momento para renovar nosso pulmão, a fim de fortalecê-lo.

Este elemento está ligado ao nosso conceito de fronteira. É a "pele" física e metafórica do nosso corpo, através da qual "absorvemos" e "deixamos ir". Os pulmões são cruciais, portanto, para garantir um corpo e uma mente fortes.
Se a função pulmonar estiver comprometida, por causas que podem ser condições ambientais, emocionais, excessivas ou de fraqueza, pode haver cansaço, falta de ar e sensação de melancolia.
Além disso, se o pulmão estiver comprometido e não puder fornecer Qi suficiente para nossas defesas, é provável que ocorram resfriados frequentes.

Do ponto de vista psicológico e emocional , o metal e o pulmão, em um estado saudável, são capazes de lidar adequadamente com questões de relacionamento, respeito e são capazes de aceitar e renunciar plenamente a questões e situações. Se estiver sob estresse, uma pessoa pode se sentir constringida, retraída e pessimista. Observe que quando choramos, nosso padrão de respiração muda, pois a emoção da tristeza restringe o sistema de energia do pulmão.

O intestino grosso também atua como um discriminador para nós, quando nosso cólon é saudável, somos capazes de reabsorver os minerais preciosos e a água de que precisamos para expelir o lixo. Quando não podemos deixar ir, ficamos estagnados com toxinas, emoções e velhos hábitos, e estes podem aparecer como dor na parte inferior do abdômen, constipação ou ganho de peso e, assim como no pulmão, quando deixamos ir muito, ficamos exaustos. 

No ciclo de cinco elementos, o metal saudável nutre nossa água, que se reflete em nossos rins e bexiga e controla nossos recursos mais profundos, nossa essência / genética ancestral, bem como nosso medo. O metal também ajuda a controlar o elemento madeira, impedindo que nossos fígados afetem demais nossos outros órgãos com raiva, agressão e fogo. Quando trabalhamos nosso elemento metal, ele nos ajuda a fazer a longa extensão do inverno com facilidade e força, o que incentiva uma primavera fértil e vibrante guiada pelo espírito. 

Há várias coisas que podemos fazer para nutrir este elemento durante a temporada:

- Desacelerar e fazer um balanço da vida, refletir sobre o que não serve mais e o que é mais precioso em nossas vidas  e começar uma libertação limpando suavemente o corpo e mente, dizendo adeus a relacionamentos e coisas antigas, criando um ritual de liberação simples para honrar esse processo e sua dor.
- Permitir que a dor e a tristeza sejam um lugar em sua vida. Quando surgir, reconheça e deixe fluir através de você, deixando respirar, chorar e  mover-se.
- Comer alimentos picantes quentes, sazonais e facilmente digeríveis, eles ajudam a promover a circulação e digestão e liberam o excesso de catarro. Alguns como o gengibre, cebola, alho-poró, cebola verde, pimenta preta, alho, aipo, coentro, erva-doce, hortelã, rabanete, rabanete, pimenta, pimentão, nabo, canela, repolho, cardamomo, cravo, orégano, mostarda, vinho. Também coma alimentos yin nutritivos para ajudar a proteger contra a secura e os ventos do outono, como: peras, maçãs, cogumelos, tofu, algas, amêndoas, pinhões, óleos (azeitona, uva, coco, gergelim). Tal como acontece com qualquer refeição, certifique-se de que não exagere em qualquer tipo de alimento.
- Use um cachecol para se proteger dos perversos externos, especialmente o vento
- Tome ervas que limpam, umedecem e nutrem os pulmões e intestinos: uma simples infusão feita de algumas das ervas pungentes acima para limpar a fleuma e aquecer o corpo,  o clássico limão, gengibre e mel ou uma boa mistura umedecedora como a raiz de alcaçuz.
- Pratique práticas suaves de movimento para manter seu qi em movimento, mas também desenvolva seu Qi e força para o inverno, como Qi gong, yin yoga, tai chi, caminhada,
- Passe algum tempo fora respirando um Qi claro do céu.


Uma dica da aromaterapia para usar em casa neste momento é o óleo essencial de Ravensara
 ( Ravensara aromática). É um óleo essencial que ajuda fortalecer a respiração, além de melhorar o sistema defensivo e imunológico.
Para quem está sob efeito da tristeza, indiferença, desesperança ou simplesmente sobrevivendo, este óleo pode ser a mão estendida a força da vida e esperança.


Uso tópico: Diluir em carreador graxo (manteiga ou óleo vegetal puros) ou creme neutro a 2% para aplicação na região do abdômen e tórax. Após o banho a pele está mais favorável para receber a aplicação.
Indicação exemplo -  10 ml óleo de uva + 2 gotas do óleo essencial de ravensara.

Escalda-pés antes de dormir traz um sono muito confortante e relaxante.
50 gramas de sal (opções) epson /grosso/ refinado + 5 gotas de óleo essencial diluídas em 5ml de sabonete neutro/álcool. Coloque essa mistura na água de escalda-pés e aproveite o aroma por 25 minutos.

Inalador pessoal - 1 gota - De 3 a 7 vezes ao dia, por uma semana.

Em substituição ao Ravensara podemos usar o Alecrim (Rosmarinus Officanalis) ou Eucalipto (Eucalyptus globulos).

Os óleos de Laranja doce (Citrus sinensis), limão (Citrus limonum) ou Lavanda ( Lavandula angustifolia) também podem ser utilizados ou acrescidos na composição para auxiliar com o estresse e a ansiedade. Utilize a mesma quantidade na substituição ou em um blend.

Em caso de dúvida entre em contato.

Espero que o outono, o elemento metal e o sistema de energia do pulmão possam ajudar com as dicas da naturopatia nesta pequena passagem.

É outono, observe a natureza no todo e suas estações, deixe as folhas irem e fortaleça sua raiz nutrindo sua seiva. Foi assim que nossos ancestrais aprenderam de forma mais profunda sobre eles mesmos.

Conheça mais sobre naturopatia, perfumaria botânica e aromaterapia com

Adriano Brasil - CRTH 2483
Naturopata
Perfumista Botânico
Aromaterapeuta Certificado

Referências:
O manual prático de medicina chinesa
Acupuntura Constitucional dos 5 Elementos


Nenhum comentário:

Postar um comentário