quarta-feira, 23 de março de 2016

Dicas Inteligentes e Sustentáveis para escolher o Peixe Certo na Semana Santa

Você sabia que o Cação que compramos no mercado é um Tubarão?

 Pois é, na verdade são os filhotes deles, daí a denominação Cação e quando adultos são chamados de Tubarão. Saiba dos problemas dessa pesca Aqui


A Semana Santa é a época que mais se consome peixe durante o ano, portanto, a demanda requer um forte abastecimento nas prateleiras, como o consumo do peixe tem aumentado de forma significativa, devido sua vinculação a uma alimentação saudável, a pesca predatória se tornou um grande problema tanto para saúde dos consumidores quanto para ecossistema.



A Saúde - porque muitos dos peixes, principalmente peixes considerados nobres como salmão e a truta, entre outras variedades de frutos do mar, hoje em dia são produzidas em grande escala de forma quase que laboratorial para não dizermos transgênicos e isso acarreta fatores prejudiciais à saúde em termos de substâncias tóxicas que acabam sendo ingeridas pelo consumidores sem conhecimento dos riscos desses pratos na sua mesa. Fiz um post sobre a realidade do salmão, reveja aqui.



Ao Ecossistema - porque a pesca predatória acaba com o ciclo de reprodução de muitos peixes e animais marinhos que entram no abate de forma indiscriminatória, ou seja, peixes jovens, tartarugas, piracema, peixes com ovas, entre outros problemas que a pesca exaustiva acarreta ao equilíbrio da vida marinha, exemplo é o caso do tubarão.


Guia de Bolso na escolha Certa do Peixe

O  Slow Food Brasil tem ajudado muito com programas que nos conscientizam na escolha dos produtos de forma sustentável, é muito interessante, com informações da pesca artesanal e consumo local, receitas de chefes brasileiros e principalmente porque traz a importância sobre a alimentação e a forma de comer pois, já não sabemos que muito do que comemos e como comemos não nos alimenta, nem nos nutri, pelo contrário!
Outra lista interessante é a do Greenpeace dos peixes importados:
Lista vermelha de peixes: Lista vermelha de peixes vendidos nos supermercados portugueses que podem provir de pescarias não sustentáveis.


Dê preferência para produtos artesanais, pois valoriza a qualidade e a sustentabilidade. Sempre se informe da origem dos produtos, compre sempre alimentos da estação e da região, lembre-se que o luxo é a composição de propriedade natural e manejo sustentável, e que o prato mais saboroso é aquele com sabor naturalmente potencializado.



"Comer é importante e o que comer é relevante"

Adriano Brasil

Nenhum comentário:

Postar um comentário